Escrita

Escrita banner

Movido a energia solar, poço no Assentamento Olga Benário é o terceiro na zona rural de Mossoró e o 51º no RN

A governadora Fátima Bezerra entregou na manhã desta quinta-feira (28) um poço de água operado por energia solar no Assentamento Olga Benário, em uma área de 1.700 hectares encravada na antiga Maísa. É o terceiro desse tipo em operação na zona rural de Mossoró e o 51º no Rio Grande do Norte. Outros 11 aguardam instalação. O Programa de Segurança Hídrica do Governo do Estado prevê a perfuração e instalação de 120 poços com sistema solar. Os investimentos realizados até agora somam R$ 3,4 milhões de um total previsto de R$ 7,1 milhões.

O poço tubular tem 100 metros de profundidade e vazão de 10 mil litros/hora, suficiente para atender o consumo dos 300 moradores da comunidade.

"O RN Mais Água é um compromisso que assumimos e estamos cumprindo. Estamos levando para as comunidades o que há de mais precioso, a água", disse a governadora Fátima Bezerra, que caminhou até a caixa de água do poço em companhia do presidente da Associação dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Assentamento, Expedito Nonato, e dos moradores Manoel Maria Filho (Minu) 92 anos, e Maria Justino de Araújo, 82. "Graças a Deus, a água chegou", disse Minu, destacando a sensibilidade da governadora.

Fátima disse que a próxima etapa será o acesso à água doce de boa qualidade para beber. O assentamento foi oficialmente implantado há 14 anos. O abastecimento era feito por carro-pipa, suspenso no ano passado pelo governo federal quando as chuvas do inverno começaram a cair. 

De acordo com Expedito Nonato, um carro-pipa da prefeitura ainda leva água à comunidade, mas sem frequência definida. O poço construído no início da década passada foi desativado porque a vazão já não atendia a demanda. Uma pipa de 10 mil litros custa R$ 170 e um botijão de 20 litros de água mineral, R$ 6,50.

Presente à solenidade, o diretor do Incra no Rio Grande do Norte, Lucenilson  ngelo de Oliveira disse que já existe projeto para instalação de um dessalinizador no Olga Benário.

"Isso aqui significa ampliação da segurança hídrica. Além do acesso à água, o governo do RN também proporciona que as famílias beneficiadas não paguem pela energia necessária ao bombeamento da água. Este é um programa que vai chegar a mais de 100 comunidades do RN. Um programa que viabiliza o acesso à agua e à produção sustentável", disse o secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar, Alexandre Oliveira. 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA