Cacim

Print
Governadora Fátima Bezerra (Foto: Reprodução)

Políticos potiguares que atuaram como ministros durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) travaram projetos de interesse do Rio Grande do Norte em Brasília. A afirmação foi feita pela governadora Fátima Bezerra (PT) durante entrevista concedida na segunda-feira (25) ao Falei Podcast no Youtube.

Segundo afirmou a petista, até hoje são encontrados em Brasília o que ela chama de “esqueletos”, que são os projetos que deveriam se transformar em ações para o Estado, mas que foram bloqueados pelos integrantes do governo anterior.

Embora ela não tenha citado nomes, os dois potiguares que assumiram ministérios no governo Bolsonaro foram o senador Rogério Marinho (Ministério do Desenvolvimento Regional) e o ex-deputado federal Fábio Faria (Comunicações).

“Infelizmente esses dois ministros que poderiam ter ajudado muito o Governo do Estado, pelo contrário, até hoje eu encontro lá em Brasília o que eu chamo de esqueletos, que são a constatação de projetos que eram para o RN ter sido beneficiado, mas foi excluído na nossa primeira gestão. Tudo aquilo que era de convênio diretamente com o Governo do Estado eles travavam, isso é uma maldade sem tamanho”, acusou a governadora no podcast da jornalista Thaisa Galvão.

Segundo ela, os recursos que foram repassados para o Estado na gestão Bolsonaro foram repasses constitucionais e obrigatórios. A governadora disse isso para desmentir o argumento da oposição, que afirma que o ex-presidente enviou um montante de recursos suficiente para ajudar o Rio Grande do Norte financeiramente.

“Se eu fosse contar aqui a série de episódios de projetos de interesse do RN que foram travados simplesmente porque o Estado era governado pelo PT. Isso é muita mesquinhez, é muita crueldade, mas isso é página virada”, acrescentou.

Agora RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA