Escrita

Escrita banner
Foto: Francielly Medeiros / Inter TV Cabugi

Um paciente que está com o braço quebrado reclama não ter conseguido realizar uma avaliação agendada para esta sexta-feira (8) no Hospital Coronel Pedro Germano (Hospital da PM). De acordo com ele, ao chegar no local, os funcionários informaram que, em razão do ponto facultativo no estado, a avaliação seria reagendada para outubro.

O paciente é o supervisor de segurança Douglas Gonçalves, de 34 anos, ele sofreu um acidente no dia 1º de setembro nas proximidades da casa em que mora, na cidade de Macaíba. Com o acidente, ele quebrou o braço em quatro partes diferentes e desde então aguarda o processo até o procedimento cirúrgico, que passa pela avaliação.

"Estou sentindo dores, sem poder trabalhar, limitado, tomando remédios para conseguir dormir. É muito triste!", disse.

Nesta sexta-feira, Douglas esteve no Hospital da Polícia Militar com exames médicos necessários para a realização da avaliação, marcada no dia do acidente, mas foi surpreendido com a informação de que não seria possível por conta do ponto facultativo, decretado pelo Governo do Estado pelo feriado de 7 de setembro.

Diante da mudança, o paciente ressaltou que não recebeu nenhuma informação sobre o cancelamento do atendimento. Com dores e prejudicado para necessidades do dia a dia, ele foi informado pelos servidores do hospital do novo agendamento, marcado para o dia 13 de outubro.

"Não deram justificativa para essa nova marcação, simplesmente só me informaram da nova data. Ainda é para avaliar, como vai ficar meu braço até lá?", questionou Douglas.

A reportagem da Inter TV Cabugi entrou em contato com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), mas não recebeu retorno até a última atualização dessa matéria. 

G1/RN


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA