GOVERNO

640x128

 

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) divulgou na segunda-feira (15) dados estatísticos que confirmam a redução de 38,6% no número de vítimas fatais no trânsito do Rio Grande do Norte. O dado traça um estudo de 10 anos, iniciando pelo ano de 2013 e concluindo no ano de 2022. Em números absolutos, morreram no trânsito estadual 783 pessoas em 2013. Número esse reduzido para 482 vítimas fatais em 2022.

O estudo realizado pelo Setor de Estatística do Detran, mostra, ano a ano, uma curva decrescente no gráfico de vítimas fatais dos últimos 10 anos. Em média, é possível enxergar uma diminuição de 3,86% de mortos no tráfego do Rio Grande do Norte a cada ano, porém somente no comparativo dos anos de 2022 com 2021, o estado reduziu 6,9% dos óbitos no trânsito. No total, 301 vidas foram poupadas, quando comparadas os acidentes com morte de 2022 e 2013.

Um ponto importante do estudo, é que em 2013 a frota estadual era de 965.824 veículos, já em 2022 essa mesma frota alcançou a marca de 1.487.040 automóveis, ou seja, 521.216 veículos a mais do que há 10 anos, apontando para um incremento de quase 54% da quantidade de veículos no trânsito do Rio Grande do Norte. Mesmo com essa ampliação da frota, o que poderia resultar num dado estatísticos ampliado do número de vítimas fatais, não foi o que aconteceu. O Rio Grande do Norte reduziu o número de mortes indo na contramão do aumento da frota.

O número dos condutores habilitados no estado também segue um gráfico ascendente. Em 2013, estavam habilitados a conduzir veículo automotor no Rio Grande do Norte 645.967 motoristas. Logo em 2022, esse número subiu para 976.749 habilitados. Nesses 10 últimos anos, foram inseridos no sistema de condutores do Detran mais 330.782 novos motoristas, ou seja, 51% a mais do que em 2013, e mesmo diante dessa ampliação de condutores, o estado alcançou diminuição no índice de mortes no trânsito.

A meta do Detran é ampliar ainda mais essa redução nos próximos anos, já que o Rio Grande do Norte integra o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS), do Governo Federal, que tem como objetivo a preservação de vidas no tráfego, o fortalecimento do cumprimento da legislação viária, e a integração alinhada a Década da Ação de Segurança no Trânsito, coordenada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Com isso, a meta do PNATRANS é de no período de 10 anos reduzir no mínimo pela metade o índice nacional de mortos no trânsito brasileiro. A contagem da década de redução foi iniciada em 2018, a partir da entrada em vigor da lei nº 13.614/2018.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA

GOVERNO