GOVERNO

Independencia banner

Deflagrada pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), a Operação Penalidade Máxima tem mexido com as estruturas do futebol nacional nos últimos dias. Em meio a denúncias do envolvimento de diversos jogadores em esquemas de apostas, dessa vez um dos nomes citados pertence a um jogador do ABC: Thonny Anderson. Informações divulgadas pela Rádio Itatiaia apontam que o jogador teria recebido R$ 30 mil de apostadores.

O meia alvinegro teria atuado como um dos intermediários no arranjo feito pelos apostadores, tendo o nome citado por uma das lideranças da quadrilha em supostas mensagens. Na fala dos suspeitos, Thonny é mencionado como responsável pela persuasão de outro jogador, Jesus Trindade, para participar do esquema. Os dois atletas atuavam juntos no Coritiba em 2022.

Comprovante disponibilizado pelo MPGO mostra transferência de 30 mil reais da esposa de uma das lideranças do esquema para o jogador

O MPGO não chegou a acusar formalmente o atleta até o momento. Na última quarta-feira (10), o ABC se pronunciou oficialmente depois de uma informação preliminar do jornal O Globo apontar que Thonny Anderson havia sido citado no esquema. Em nota, o clube afirmou em suas redes sociais que “a própria matéria faz questão de registrar que o nominado atleta não está incluído na investigação procedida pelo MPGO”.

Transcrição de áudio mostra o momento em que o nome do jogador é citado

Procurado pela Tribuna do Norte, o presidente do ABC, Bira Marques, informou que ainda não havia tomado conhecimento das novas informações divulgadas, e que não poderia opinar sobre o assunto no momento.

Anunciado pelo alvinegro em 17 de abril, Thonny Anderson disputou somente um jogo pela equipe até o momento, tendo estreado na última quarta, em clássico contra o América.

Tribuna do Norte 


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA

GOVERNO