GOVERNO

Independencia banner

 


O Rio Grande do Norte fechou o mês de abril com média de 152,6 milímetros acumulados de chuvas. Dessa forma, mais 150 cidades do estado fecharam o mês com volumes de chuva acima ou dentro da média esperada.

Os dados são da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) e foram divulgados na terça-feira (2).

A média é considerada normal pela Emparn, mas ficou 7,4% abaixo do esperado – que era de 164,8 mm – no mês.

Região Oeste 

No Alto e Médio Oeste – foi a que mais teve chuvas intensas, com médias acima de 200 mm e chegando a se aproximar dos 300 mm, como em Caraúbas (293 mm) e superar, como em Martins (370 mm).

Algumas áreas da Região do Agreste, Serra de Santana e Seridó, as chuvas acumuladas ficaram abaixo do 100 mm.

De acordo com a Emparn, as precipitações tiveram boa distribuição espacial e territorial nesse período, e são fruto da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), condição que beneficia a umidade do solo essencial para o desenvolvimento da agricultura de sequeiro.

“Mesmo com boa distribuição espacial em grande parte do estado, foi observado que em algumas áreas do Agreste, Seridó, Serra de Santana e no Alto Oeste, as chuvas observadas ficaram abaixo dos 100mm acumulados. Ainda assim as chuvas deste mês foram importantes para aumentar a reserva hídrica nas principais bacias hidrográficas do estado”, comentou o chefe da unidade instrumental de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.

Balanço das chuvas do final de semana

No feriadão do trabalhador, que culminou com o último fim de semana de abril, a maior chuva registrada foi em Martins, com 157 milímetros. Em Coronel João Pessoa choveu 117 mm e em Almino Afonso, 104,8mm.

No Leste e Agreste foram registradas chuvas com valores que variaram entre 10 a 30 mm; e na região Central, destaque para o município de Macau, com chuva de 94,5mm.

“No domingo (30), novamente as maiores chuvas ocorreram no Alto Oeste, onde a maior chuva foi no município de São Francisco do Oeste com 53,7mm. Nas demais regiões, conforme o monitoramento da Emparn, ocorreram chuva fracas. Para o feriado do Dia do Trabalhador, não foram registradas chuvas no Estado”, disse Bristot.

G1/RN 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA

GOVERNO