GOVERNO

640x128

 


Maior reservatório hídrico do Rio Grande do Norte, a Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves completa neste mês de maio 40 anos de existência. A construção do reservatório que durou mais de quatro anos teve início em 01 de fevereiro de 1979 e só foi concluída em 20 de maio de 1983.

Como o Rio Açu era um rio intermitente que tinha água apenas em um determinado período do ano, a construção da barragem teve como principal objetivo a perenização do Rio no trecho entre Assú/RN e Macau/RN, para tornar o fluxo da água permanente. Além disso, a implantação do reservatório teve outras finalidades. “Contenção de cheias, irrigação de 25.000 hectares, psicultura, abastecimento de água, turismo e lazer”, explica o engenheiro do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas de Assú, Rafael Mendonça.

A Armando Ribeiro tem capacidade total de 2,373 bilhões de m³ e a última vez que ela sangrou foi em 2011. Segundo os registros do DNOCS, ao longos de quatro décadas a barragem já transbordou 14 vezes. A maior lâmina de sangria foi em 1985,com 4,50m de altura, e a segunda maior foi em 2008, onde a sangria atingiu a marca dos 4,21m.

Com 68% da capacidade atingida, segundo Rafael Mendonça não há expectativa de transbordamento para 2023. “Esse ano estamos com 68% de reserva hídrica, porém estaticamente falando já estamos próximo ao fim da nossa quadra chuvosa e os reservatórios a montante dela encontram-se na paraíba com 55% de reserva hídrica e a região Seridó os reservatórios encontram-se na casa dos 5% de sua capacidade”, diz o engenheiro.

Ainda segundo Rafael, o reservatório passou por obras recentes de recuperação, manutenção e modernização, “tendo em vista ser barramento que integra o Projeto de Integração do Rio São Francisco”.

TCM Notícia



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA

GOVERNO