GOVERNO

640x128

 

Foto: PC RN

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio da 20ª Delegacia de Polícia Civil (Macaíba), deflagrou a 28ª fase da “Operação Parabellum”, que visa prender membros de uma facção criminosa responsável pelos atos criminosos ocorridos em março de 2023 no RN. A operação resultou na prisão de cinco pessoas e contou com o apoio do Núcleo de Operações com Cães da PCRN (NOC), nesta quinta-feira (19), em Macaíba, na Grande Natal.

Bruno dos Santos Rodrigues, conhecido como “Pica Pau, de 32 anos, foi um dos presos. De acordo com as investigações, ele é apontado como mentor dos ataques e por tentar ditar regras para cidadãos locais. Com isso, foi cumprida uma ordem judicial de busca e apreensão na casa dele, sendo apreendido um revólver calibre .38, munições do mesmo calibre, além de outras munições de calibre.22, .44 e .380, localizadas pelos cães farejadores, permitindo a prisão em flagrante do suspeito.

Também foram presos, mas por força de ordem judicial: Iranilson Lucas Sales da Silva, conhecido como “Lucas Cabeção”, de 20 anos; e Edmilson Anselmo da Silva de Lima, o “Queixão”, de 23 anos. Ambos identificados como os autores do roubo e incêndio praticado em um veículo da CAERN, durante os atos criminosos de março. Iranilson foi preso na sede da promotoria de justiça, quando tentava um acordo de não persecução penal após ser flagrado com munições de arma calibre 12. Já Edmilson estava monitorado por tornozeleira eletrônica, condenado por crimes de roubos na cidade. Em um dos locais vinculados a ele, a polícia localizou munições calibre .38, flagranteando o suspeito.

Na ação, ainda foram presos: Ellen Carolina da Cruz Silva, de 20 anos, uma das namoradas de Bruno Pica Pau; e João Victor de Morais Fernandes, conhecido como “Matuto”, de 25 anos.

O grupo foi preso e autuado em flagrante pelos crimes de integrar organização criminosa armada, tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo e munições.

A operação foi coordenada e executada pela equipe da 20ª Delegacia de Polícia Civil (Macaíba), com apoio da DHPP/Macaíba, DEAM/Macaíba, Núcleo de Operações com Cães da PCRN (NOC) e o Grupo de Penitenciário de Operações com Cães da Polícia Penal (GPOC). O nome da operação remete ao provérbio latino “si vis pacem, para bellum”, que significa “se quer paz, prepare-se para a guerra”, tendo em vista as diversas ações policiais firmes de combate às organizações criminosas que têm atuado em Macaíba.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem

INDEPENDÊNCIA

GOVERNO