A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) assinou termo de compromisso e assegurou para o próximo ano a realização da Operação Sorriso. A ação está marcada para ser realizada entre os dias 16 e 22 de janeiro de 2023. A assinatura do documento ocorreu na segunda-feira (1º) e contou com a presença da secretária de Saúde do município, Morgana Dantas, da ouvidora-geral do Município, Janaína Holanda, e da coordenadora de Programas Cirúrgicos da Operação Sorriso no Brasil, Mariana Alves.

A Operação Sorriso realizará cirurgias de lábio leporino, fenda palatina em crianças e população em geral de Mossoró e de municípios circunvizinhos. Morgana Dantas destacou que os trabalhos já iniciaram para a realização da ação no primeiro mês do próximo ano.

“Nós já estamos trabalhando junto com a Associação Operação Sorriso, para que possamos realizar a triagem desses pacientes da cidade e de outros municípios. Assinamos o termo de compromisso na presença de nossa ouvidora Janaína Holanda e com Mariana (Alves), responsável pelo projeto Operação Sorriso no Brasil”, disse a titular da Secretaria de Saúde de Mossoró.

O Centro Especializado em Reabilitação (CER) foi o local escolhido para a triagem. Anteriormente, a atividade era realizada no PAM do Bom Jardim. A triagem no CER ocorrerá no dia 16 de janeiro 2022. Os dias cirúrgicos serão de 18 a 21 do mesmo mês no Hospital Wilson Rosado (HWR).

“A Operação Sorriso do Brasil voltará a Mossoró em janeiro de 2023. Nós vamos realizar a triagem dos pacientes em 16 de janeiro no Centro Especializado em Reabilitação de Mossoró. E as cirurgias serão realizadas de 18 a 22 de janeiro 2022”.

A Prefeitura de Mossoró dá suporte reservando espaço para a triagem dos pacientes, exames laboratoriais pré-cirúrgico e logística de apoio enquanto durar a missão.

“O meu coração de voluntário é só alegria com a confirmação de mais uma missão da Operação Sorriso em Mossoró. O município está se preparando com toda a dedicação e o cuidado que a missão merece. Nós vamos fazer uma linda missão e transformar muitas vidas, essa é nossa expectativa”, disse a ouvidora-geral do Município e voluntária da Operação Sorriso há seis anos, Janaína Holanda.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem