O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) afirmou na quinta-feira (21) que só será candidato a governador nas eleições de 2022 se a mãe deixar. Em entrevista à rádio Rural de Caicó, o senador disse que, no passado, só fez concurso para a Polícia Militar e foi candidato a senador porque a mãe autorizou, e que agora não será diferente.

“Eu tenho outros problemas, e um deles é minha mãe autorizar ou não. Não vou mentir. Se minha mãe disser que eu não vou, eu não vou. Eu só tenho uma mãe, idosa, que saiu do hospital um dia desse. Se ela disser que eu não vou, não tem povo que faça eu ir”, declarou o senador.

Styvenson disse que a mãe – Edilma Valentim – é sua maior eleitora. “É minha mãe, minha maior eleitoreira. Se você não respeita a sua, problema seu. A minha, eu respeito. Ela que autorizou eu ser candidato ao Senado, ela que autorizou quando eu fiz concurso da polícia. ‘Ah, ele é mando pela mãe’. E não é para ser não? Até minha mulher mandava em mim. Ainda bem que eu superei”, afirmou, aos risos.

Suspense

O senador do Podemos, que aparece até em 2º lugar nas pesquisas para o governo do Estado, vem fazendo suspense sobre uma eventual candidatura. Ele diz estar estudando as situações fiscal e orçamentária do Estado antes de tomar uma decisão. Na mesma entrevista, ele declarou que o anúncio oficial sobre uma possível candidatura será feito até o dia 5 de agosto – último dia das convenções partidárias. 

96 FM Natal



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem