“O União Brasil apoiará a candidatura de Fábio Dantas (SDD) ao governo do RN e indicará o ex-prefeito de Assú, Ivan Júnior, para vice em sua chapa majoritária”, afirmou o presidente estadual do partido, ex-senador José Agripino Maia, que confirmou que a aliança está fechada e que o anúncio oficial será na manhã desta sexta 22.

O União Brasil fechou coligação majoritária com os partidos SDD e PL para o Estado e o Senado. Para Ivan Júnior, “a aliança do UB junto ao projeto de Fábio Dantas vai ter muito a ganhar com o conhecimento e a liderança do ex-senador José Agripino”, disse o ex-prefeito de Assú.

Nesta quinta-feira 21, a vereadora de Natal Camila Araújo (União Brasil) disse que, para manter a unidade do partido, a maioria dos pré-candidatos a deputado federal transferiu a decisão final para o presidente estadual e vice-presidente nacional da legenda, José Agripino.

“Ficou definido que o vice será Ivan Júnior, um quadro qualificado. Eu e alguns colegas pontuamos isso, a importância de seguirmos Fábio Dantas e de termos Ivan Júnior na chapa como o vice-governador”, ressaltou.

A vereadora disse que, durante a reunião de quarta 20, a maioria da nominata opinou por seguir com Fábio Dantas. Dos nove pré-candidatos, cinco votaram a favor da coligação com o Solidariedade na majoritária, enquanto três defenderam o apoio à candidatura da bolsonarista e pré-candidata ao governo do Estado, Clorisa Linhares (PMB). Apenas Sandra Rosado defendeu o apoio à reeleição da governadora Fátima Bezerra.

Em relação aos pré-candidatos que discordarem de subir no palanque de Fábio Dantas, a tendência é que o União Brasil libere e permita que eles mantenham as suas decisões pessoais. Esse é o caso do União Brasil da cidade de Mossoró, que participa do governo estadual e apoia a reeleição de Fátima Bezerra.

Camila Araújo declara apoio a Clorisa Linhares para o governo do RN

Camila disse ainda que ela e os demais pré-candidatos à Câmara Federal, que serão oficializados na convenção do dia 28, reafirmaram a exigência de ter a liberdade que foi dada pelo partido político no início da construção da nominata federal. E que, mesmo que algum dos integrantes da nominata decida por votar em outro candidato que não o indicado pelo partido, deve fazê-lo sem externar sua opção, por ética e fidelidade partidária.

“Você vai fazer sua escolha pessoal, porque foi dada essa liberdade, mas você não vai torcer contra o seu partido, até porque o meu partido, o União Brasil, vai indicar o vice. No início da nossa primeira reunião de pré-candidatos, externei minha sintonia com Clorisa por defendermos as mesmas bandeiras e da mesma igreja que eu, a Assembleia de Deus. Na reunião de quarta, defendi o nome dela para o governo. Mas, o partido estará no palanque de Fábio e eu respeito”, concluiu, em entrevista à 96 FM Natal.

Agora RN



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem