Foi lançada nesta sexta-feira (8) uma ferramenta que mede o Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades. O Objetivo é mostrar como as cidades brasileiras estão em relação aos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU). No Rio Grande do Norte, Lucrécia é o município que aparece com melhor pontuação, enquanto Baraúna é o último colocado.

O Ranking aponta o nível de desenvolvimento sustentável de todas as 5.570 cidades brasileiras. A Agenda 2030 surgiu em 2015 como um grande pacto supranacional para o enfrentamento dos principais desafios globais e é assinado por autoridades dos 193 Estados-membros da ONU, incluindo o Brasil.

De acordo com o índice, as cidades estão classificadas pela pontuação geral, que mede o progresso total para o cumprimento de todos os 17 ODS. A pontuação varia de zero a 100, sendo que 100 é o limite máximo e indica um desempenho ótimo no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Ainda de acordo com o índice, nenhuma cidade brasileira alcançou o nível muito alto de desenvolvimento. Dos 5.570 municípios, 752 estão no nível muito baixo. A ferramenta deve contribuir para que as metas assumidas pelo Brasil em 2015 sejam incorporadas pelas cidades.

O Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades – Brasil (IDSC-BR) faz parte de uma série de relatórios produzidos pela Sustainable Development Solutions Network (SDSN) para acompanhar a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nos países membros da ONU.

Veja a classificação das cidades do RN


TCM Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem