A Associação Comunitária Reciclando para a Vida, a Acrevi, está realizando uma vaquinha virtual para ajudar na compra de uma tenda. Após o incêndio que atingiu a sede da associação, em 15 de setembro de 2019, as dificuldades que já eram várias, só aumentaram. A pandemia também contribuiu para o agravamento do cenário de adversidades. São mais de 20 catadores, em sua maioria, mulheres, tirando o sustento do material reciclável, recolhido nas casas e instituições de Mossoró.

A associação continua passando por um momento complicado, não conseguindo oferecer o suporte necessário para os trabalhadores e muito menos adquirir ferramentas para o manuseio dos materiais que recebem, com meios próprios, justamente por falta de recursos.

Foi pensada então, em uma iniciativa do projeto “Boas Práticas” idealizado na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), uma campanha com o objetivo de arrecadar dinheiro suficiente para a compra de uma tenda (custo médio de R$ 5 mil), no tamanho de cinco metros de largura, para proteger os materiais como papel, papelão, plástico, vidro, entre outros, das chuvas e do sol forte. Enquanto não conseguem arrecadar o valor, estão usando tendas improvisadas.

“A gente perde muito material, o sol causa ressecamento e para comercializar fica muito ruim. Depois do incêndio, a situação ficou pior, as árvores eram a nossa tenda, mas o fogo queimou tudo, a gente precisa da ajuda da população de Mossoró e dos empresários”, conta Josefa Avenilo, fundadora da Acrevi.

A Acrevi possui 22 anos de atuação no município, auxiliando na coleta seletiva e destino correto dos utensílios que costumamos descartar. Até o momento a campanha já conseguiu arrecadar R$ 350,00 e quem tiver o interesse em ajudar, a Associação disponibilizou a chave pix (e-mail): 2942252@vakinha.com.br e o ID da vaquinha: 2942252, que pode ser acessado no site do projeto social www.vakinha.com.br.

TCM Notícia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem