O promotor de justiça, Rodrigo Pessoa de Morais, da 1ª Promotoria de Mossoró do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) fala sobre denúncia de uso de material de má qualidade em cirurgias realizadas no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró/RN.

“Através de uma denúncia descobrimos outra e foram aparecendo mais casos. É como se tivesse puxado um fio e daí foram aparecendo outras coisas. Esse fio ainda está sendo puxado e vamos ver o que ele vem trazer a tona de irregularidades no Tarcísio Maia”, enfatiza o promotor.

Segundo o Morais não é possível definir um prazo para que esse processo seja concluído. “Estamos investigando, por isso não temos como apresentar uma conclusão final, mas o processo de investigação está em andamento e em breve teremos respostas. Estamos aguardando voltarem as perícias para poder tomar alguma medida, seja entrar com uma ação ou encaminhar para outro órgãos competente”, conta.

Nas redes sociais circula um vídeo onde um possível médico plantonista conta que a falta de fios adequados e o uso de fios de má qualidade para fechar as cirurgias vasculares e cranianas tem comprometido o resultado ou mesmo inviabilizando o procedimento e os pacientes precisam com frequência serem reoperados.

O Jornalismo TCM entrou em contato com a direção do HRTM mas até o momento não tivemos retorno sobre o caso.

TCM Notícia



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem