Patu será um dos próximos municípios a ganhar uma Central do Cidadão; Touros e Jucurutu também devem ser contemplados.

O Rio Grande do Norte vai ganhar novas Centrais do Cidadão a partir deste segundo semestre de 2022. Por meio da Secretaria de Estado da Administração (Sead), o Governo do Estado do Rio Grande do Norte está trabalhando na ampliação do Programa, a fim de contemplar todas as regiões do território potiguar, bem como facilitar o acesso da população a diversos serviços públicos.

De acordo com a Coordenadoria de Atendimento ao Servidor e ao Cidadão (Codaci) – responsável pela gestão do Programa Central do Cidadão - Patu será um dos próximos municípios a receber o equipamento. “A unidade será implantada em um imóvel próprio do Governo do Estado já selecionado, evitando assim gastos com locação de espaço para os atendimentos. O local será reformado com apoio da Prefeitura e em breve estará à disposição dos cidadãos. Estamos concluindo o projeto arquitetônico para iniciarmos às obras”, explicou o coordenador Luis Renato Nogueira.

A expectativa é de que a Central do Cidadão de Patu, na região do Alto Oeste, esteja funcionando dentro dos próximos três meses. Inicialmente, a unidade de médio porte deve oferecer serviços de emissão de Carteiras de Identidade, de responsabilidade do Itep; serviços promovidos pelo Detran; pela Defensoria Pública; serviços de CPF; e orientações referentes à Carteira de Trabalho.

Os municípios de Touros, no litoral potiguar, e Jucurutu, no Seridó, também vão ganhar novas unidades do Programa Central do Cidadão em breve. Segundo Nogueira, a Codaci está mapeando imóveis e terrenos pertencentes ao Executivo Estadual nessas cidades que sejam adequados para receber a estrutura de uma Central do Cidadão.

Atualmente, o Governo do Estado conta com 28 Centrais do Cidadão, distribuídas em 24 municípios. Somados Patu, Touros e Jucurutu, o Programa contabilizará 31 unidades distribuídas por 27 cidades norte-rio-grandenses.

“Estamos trabalhando para oportunizar cada vez mais acesso à população aos serviços públicos. Todos esses municípios se situam em regiões estratégicas, o que favorece a instalação das novas Centrais do Cidadão. O intuito é ampliar as possibilidades de atendimento e evitar grandes deslocamentos por parte de cidadãos que residem distante dos grandes polos”, assegurou Nogueira.

Centrais do Cidadão

O Programa Central do Cidadão oferece, de forma integrada, um conjunto de serviços públicos essenciais, centralizados geograficamente em um único espaço, em local de fácil acesso à população. Trata-se de uma forma de descentralizar serviços da estrutura administrativa tradicional dos diversos órgãos da administração pública.

Ao longo dos anos, o Programa tem se consolidado graças a um conjunto de fatores. Entre eles, o nome/marca de qualidade do atendimento e da prestação de serviços públicos e privados gratuitos e diferenciados à população; excelente cobertura a todas as regiões do estado; conjunto de servidores e colaboradores envolvidos e comprometidos com a missão e objetivos do Programa; a dinâmica de funcionamento das unidades de atendimento nos diversos municípios contemplados, contando com as parcerias de órgãos públicos e privados.




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem