O preso de justiça do regime aberto, Gustavo Silva Alves, o “Bugiganga” de 27 anos, natural de Mossoró, foi assassinado a tiros na cidade de Governador Dix Sept Rosado, região Oeste do Rio Grande do Norte. De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu no início da manhã desta terça-feira, 19 de julho de 2022, em frente a uma residência naquela cidade.

A Polícia informou que próximo ao local do crime há um veículo Chevrolet Spin, roubada em Mossoró na última sexta-feira no Conjunto da COHAB e ao lado do corpo uma picareta. Até o momento não há informações sobre a dinâmica do crime, nem a motivação. A Polícia ainda não sabe se o veículo que se encontra no local do crime estava com a vítima.

De acordo com a polícia, Bugiganga, tem condenação de 23 anos de prisão por crime de roubo (artigo 157). Em 2019 ele foi preso após praticar um assalto a um correspondente bancário em Umarizal/RN. No mesmo ano ele tentou fugir da Cadeia Pública de Mossoró com um alvará de soltura falsificado.

Quando percebeu que seu plano foi desmascarado pelos agentes penitenciários, ele tentou fugir pelo matagal, mas foi perseguido e acabou sendo baleado. Bugiganga recebeu benefício da justiça para ficar em prisão domiciliar para tratamento do ferimento sofrido durante a tentativa de fuga, mas ele não retornou ao presídio.

Em julho de 2021, a juíza da Vara de Execução Penal de Mossoró, Dra. Cintia Cibele expediu mandado de prisão contra ele, com validade até 2041, o que o deixou na condição de foragido da justiça até os dias atuais.  Na manhã desta terça feira (19) Bugiganga foi assassinado. O corpo dele foi recolhido após a perícia e encaminhado ao ITEP de Mossoró para ser examinado. A Polícia Civil vai investigar o crime.

Fim da Linha


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem