A economia brasileira recuou 0,8% em maio ante abril, considerando a série com ajuste sazonal –espécie de compensação para comparar meses distintos do ano. O percentual foi calculado pelo Monitor do PIB-FGV. A Fundação Getúlio Vargas divulgou o relatório nesta 2ª feira (18.jul.2022). 

A queda na atividade econômica foi registrada depois de 3 meses consecutivos de crescimento. Segundo a coordenadora da pesquisa, Juliana Trece, a indústria contribuiu para a piora do resultado. O consumo das famílias também caiu.

Segundo a analista, ajuda a enfraquecer a recuperação econômica a inflação e os juros em patamares elevados, porque reduzem o poder de compra da população. “Isso se reflete no consumo de produtos menos essenciais, como é o caso de semiduráveis e de duráveis, que perderam força e retraíram em maio”, declarou Juliana.

O consumo das famílias recuou 2,1% em maio contra abril. A FBCF (formação bruta de capital fixo) teve alta de 1,6% em maio.

Em comparação com maio de 2021, a economia brasileira cresceu 4,4%. O consumo das famílias avançou 4,7% no mesmo intervalo de comparação.

Poder 360




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem