Seu Francisco doa sangue desde 2009, mas não vinha há dois anos por causa da pandemia da Covid-19. “Estou retomando agora. Passei esses dois anos afastado porque tenho problemas de saúde e estava com medo de vir. Mas um amigo me pediu para doar para um primo dele e estou vindo aqui para ajudar”, conta Francisco Alves de Sousa, motorista de caminhão e doador.

O Hemocentro de Mossoró sempre precisa de doações de sangue para manter o seu estoque equilibrado. Atualmente os tipos de sangue mais necessitados são “O” negativo e “AB” Negativo. De acordo com Rosenilda Maria de Oliveira, assistente social do Hemocentro, os estoques positivos do município estão equilibrados, contudo os tipos de sangue negativos sempre tem necessidade. “Sempre precisamos do “O” negativo e “AB” negativo pois são os mais caros”, destaca.

Além das campanhas de doação diárias, elas se intensificam no mês de junho devido aos períodos festivos. “Sempre em períodos de festas temos estratégias de convocação de doadores, em campanhas nas empresas, na sociedade civil e não só de Mossoró, mas também de outros municípios” enfatiza a assistente social.

Para ser um doador Rosenilda explica quais são os requisitos mínimos:

  • Ter entre 16 e 69 anos, os menores de idade precisam vir acompanhados de responsáveis;
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Ter dormido bem na noite anterior;
  • Estar bem hidratado;
  • Não ter feito tatuagem ou piercing há pelo menos um ano;
  • Ter acima de 50kg.

Antes de fazer a coleta o doador ainda passa por uma rápida triagem e já pode fazer a coleta. Lembrando que neste dia 14 de junho é comemorado o Dia Nacional da Doação de Sangue.




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem