Na quarta-feira, 22, o deputado recém-empossado do RN, Michael Diniz, como segundo suplente do Solidariedade, atacou o movimento LGBTI+ em fala no plenário da Assembleia Legislativa.

No discurso, Diniz declarou repúdio ao movimento e ainda citou a deputada Isolda Dantas (PT) sugerindo que ela levasse tratamento psiquiátrico às pessoas LGBTI+.

“Eu demonstro meu repúdio, demonstro meu desprezo por todo esse movimento. Sinceramente, eu acredito que esse povo precisa de um tratamento psiquiátrico urgente”, declarou o deputado bolsonarista.

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) se posicionou em suas redes sociais contra a fala intolerante do parlamentar. “O deputado estreante na ALRN está disposto a representar o bolsonarismo. Mas o tratamento pro preconceito deve ser no rigor da lei”, informa a deputada.

De acordo com Isolda, ao destilar palavras de ódio ignora que sexualidade/identidade de gênero não é doença e que LGBTIfobia é crime.

OAB

A Ordem dos Advogados do Brasil-RN emitiu nota de repúdio sobre as declarações do deputado estadual 

Veja abaixo a íntegra da nota da OBA-RN

NOTA DE REPÚDIO

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Rio Grande do Norte (OAB/RN), vem, por meio da Comissão de Direitos Humanos, repudiar as afirmações preconceituosas feitas pelo Deputado Estadual José Michael Lucena Diniz (Solidariedade), na sessão plenária do dia 22 de junho da Assembleia Legislativa do RN, acerca da população LGBTQIA+.

A Ordem dos Advogados repudia veementemente todo e qualquer discurso de ódio, que macula a sociedade e reafirma o seu compromisso com a defesa das minorias e dos Direitos Humanos.

Diante das alegações do Deputado, é necessária a apuração da conduta pela ALRN com o fito de preservar o habitual discurso decoroso e ético desta Casa Parlamentar.

Mossoró Hoje



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem