Dirigentes e representantes de ONGs e entidades sociais foram surpreendidos na entrada da Câmara Municipal de Mossoró na terça-feira (7). A presidência da Casa mandou interditar o elevador para dificultar o acesso de pessoas com deficiência, com objetivo de inibir os protestos nas galerias do plenário. Uma fita isolava a entrada ao elevador, o que provocou revolta.

As entidades decidiram provocar o Ministério Público, mas, antes do MP receber a denúncia, o elevador foi liberado para que pessoas cadeirantes pudessem usar.

A presidente do Conselho Municipal de Pessoas com Deficiência, Dádiva Oliveira, mostrou-se indignada com a situação. "A Câmara é a casa do povo, é onde as pessoas devem ter voz e vez, então, não aceitamos esse tratamento", reagiu.

O presidente da “Casa do Povo”, Lawrence Amorim (Solidariedade), não deu qualquer esclarecimento sobrea a interdição deliberada do elevador da Câmara. Fez de conta que não sabia de nada.

O que diz a CMM

Em nota divulgada no Instagram, a CMM afirmou que o elevador apresentou defeito e passou por manutenção.

Confira a nota na íntegra:

Nota de esclarecimento

O elevador da Câmara Municipal de Mossoró apresentou defeito na porta externa, na manhã desta segunda-feira (7), o que impedia a sua partida do primeiro andar. Tão logo tomou conhecimento do problema, a Direção Geral da Casa acionou a empresa responsável pela manutenção, Elevadores Master.

Às 9h30 de ontem, técnico da empresa já estava na Câmara a trabalhar no conserto (fotos em anexo). Horas depois, antes das 12h do mesmo dia, o elevador já funcionava normalmente, após troca do botão de chamada de pavimento do terceiro andar e manutenção preventiva referente a junho. Tudo está comprovado na ordem de serviço da Elevadores Master nº 24341 (em anexo).

Portanto, é improcedente e absurda a notícia de que a Câmara interditou, a mando da Presidência, o elevador para impedir ou dificultar o acesso à Casa de pessoas com deficiência, ontem. O Poder Legislativo está à disposição para quaisquer esclarecimentos e lamenta a divulgação de informações, sem a devida e prévia checagem dos fatos.

Quarta-feira, 8 de junho de 2022

Câmara Municipal de Mossoró

Diretoria de Comunicação



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem