O crime aconteceu por volta das 19h00min de sábado, 30 de abril de 2022, no Sítio Pau Branco, região da Maisa na zona rural de Mossoró, no Rio Grande do Norte. A vitima foi o preso de justiça monitorado por tornozeleira eletrônica Rondoval Érico Cabral da Silva, o “Ratinho” de 26 anos, natural de Assu RN.

Ele foi morto dentro da casa de uma tia com cerca de 12 disparos de arma de fogo, possivelmente revolveres. De acordo com a PM, o apenado estava conversando com sua tia no interior da casa, quando dois homens de moto, chegaram armados e encapuzados, entraram na residência e executaram a vítima, que não teve qualquer chance de defesa.

A tia da vítima teve sua vida poupada pelos assassinos. Rondoval Érico havia saído da prisão a pouco mais de oito dias. Ele deixou o regime fechado, para o semiaberto monitorado eletronicamente. Ele respondia por crimes de tráfico de drogas (artigo 33) e roubo (artigo 157).

Familiares informaram à polícia, que a vítima ao sair da prisão, decidiu ficar na casa da tia em Pau Branco, porque estava ameaçado de morte em Assú, sua terra natal. Durante a perícia os profissionais do ITEP localizaram um simulacro de revolver que estava em cima de um móvel da casa.

A arma de brinquedo foi recolhida pela Polícia Civil, como também o DVR com as gravações das câmeras de segurança da casa. Após a perícia o corpo do apenado foi recolhido para exames no IML do ITEP. Já são 51 assassinatos em Mossoró neste ano de 2022. A DHPP vai investigar o crime.

Fim da Linha


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem