O caso foi registrado pela Polícia Militar durante a madrugada desta quinta-feira (05) de maio de 2022, no Distrito de Mangue Seco, município de Guamaré, no Rio Grande do Norte. Segundo a PM, Francisco Macedo da Silva, conhecido como “Pavão”, de 47 anos de idade, inconformado com a decisão da justiça que determinou que ele usasse tornozeleira, resolveu atear fogo na sua própria casa i ficar dentro dela.

“Pavão”, que morava sozinho, acabou morrendo carbonizado. Ele, bastante queimado, ainda conseguiu sair do meio das chamas, mas não resistiu. Francisco Macedo era preso de justiça em liberdade condicional a cerca de 8 anos e todo mês teria que se apresentar no fórum da cidade, para assinar o livro de presença do judiciário.

O mesmo deixou de comparecer à justiça, passando a ser considerado foragido. Quando ele se apresentou no fórum, a justiça determinou que o mesmo passasse a ser monitorado por tornozeleira eletrônica, o que lhe deixou transtornado. O corpo da vítima foi recolhido para exames no ITEP, unidade de Mossoró.

Guamaré em Dia


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem