Daqui a exatos cinco meses (2 de outubro) teremos a realização de eleições gerais no País. Serão eleitos os representantes da Câmara Federal, Assembleias Legislativas Estaduais, uma das três vagas ao Senado Federal; além dos Governadores dos Estados do Brasil e Presidência da República.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral, até esta segunda-feira (02) são 148.327.396 eleitores no País. No Rio Grande do Norte são 2.480.006 eleitores. Mossoró consta até agora com 179.049 votantes. Consulte eleitorado de sua cidade clicando AQUI.

O blog Diário Político mostra o quadro atual de candidatos no Rio Grande do Norte. A governadora Fátima Bezerra (PT) busca reeleição e deverá caminhar na campanha ao lado de Walter Alves do MDB, depois de articulação nacional pelo presidenciável Lula. Apesar da chancela do líder petista, os filiados do partido farão reuniões protocolares para confirmação da chapa. Fátima tem liderado as pesquisas até agora.

Na oposição bolsonarista tem Fábio Dantas do Solidariedade alçado a pré-candidato pelo ex-ministro Rogério Marinho. Ainda não definiu vice. Em visita por Mossoró afirmou que deverá se comportar como candidato de centro, sem extremismos. Atesta que pretende buscar votos de esquerdistas insatisfeitos.

Assim como vai acontecer nacionalmente entre Bolsonaro e Lula com a polarização, aqui no RN a tendência é a disputa ser entre Fátima e Fábio.

Professor Daniel Morais é pré-candidato a Governador pelo PSOL.

Clorisa Linhares (PMB), ex-vereadora de Grossos também confirmou sua pré-candidatura ao executivo estadual.

A corrida ao Senado para representar o Estado tem: Rogério Marinho (PL); Carlos Eduardo (PDT); Ney Lopes (PMB) e uma situação inusitada: Robério Paulino, Freitas Júnior e Gláucio Tavares, os três concorrem entre si pelo apoio do PSOL para a disputa a Senador. A decisão acontece por meio de conferência entre filiados este mês.

Na disputa proporcional são dezenas de nomes, por isso tratemos outra postagem com este conteúdo.

Os eleitores com alguma pendência ou os jovens que querem tirar o título, precisam ficar atentos ao prazo para regularização eleitoral para estarem aptos ao voto.

Regularização eleitoral

Eleitores têm até esta quarta-feira (4)para emitir, transferir ou regularizar o título de eleitor. Após essa data, terminam as alterações no cadastro eleitoral para as Eleições Gerais de 2022. O procedimento é simples, rápido e pode ser feito pela internet, na página do Autoatendimento do Eleitor no site do TRE-RN.

A data é estipulada pela Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97 – artigo 91), que prevê o fechamento do Cadastro Eleitoral 150 dias antes de cada pleito. Durante esse período, o cidadão poderá resolver pendências como transferência de domicílio eleitoral ou outras decorrentes de ausência ou justificativa nas três últimas eleições.

TCM Notícia



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem