O Rio Grande do Norte completou, nesta sexta-feira 8, sete dias consecutivos sem mortes por Covid-19. No dia 1º de abril, foi registrado um óbito causado pela doença em todo o estado, na cidade de Parelhas, conforme os dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

Até o momento, são 8.153 mortes por Covid e 499.986 casos da doença confirmados desde o início da pandemia. Além da queda no número de óbitos, as internações também diminuíram. Com a baixa demanda, o Governo do Estado decidiu converter grande parte dos leitos críticos Covid, do sistema público de saúde, para pacientes afetados por outras doenças.

A gestão estadual também desobrigou o uso de máscaras em ambientes públicos no dia 16 de março, e em ambientes fechados na última quarta-feira 6. Os dados são animadores, mostram que os casos de Covid-19 têm seguido um ritmo de queda e motivaram a desobrigação.

Os números de potiguares imunizados influenciam e ajudam a manter o momento de tranquilidade. Até esta quinta 8, 82% do público-alvo estava completamente imunizado contra a Covid. “A máscara é para quem tem sintoma [gripal]”, defendeu o pesquisador e coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), Ricardo Valentim.

Já o pesquisador e membro do Comitê Científico do Nordeste, José Dias do Nascimento, defende que o RN deve permanecer em estado de alerta. “Estamos com indicadores em queda, com índices favoráveis e há uma certa tranquilidade. Porém, ainda há circulação [do vírus]. Apesar de todos os índices serem favoráveis, ainda temos risco epidêmico”, pontuou ele.

Média móvel de mortes no Brasil é de 168 por dia e completa 6 semanas

O Brasil registrou nesta quinta-feira 7 253 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 661.035 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 168, abaixo da marca de 200 pelo sexto dia e a mais baixa desde 17 de janeiro (quando estava em 160).

Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -33%, o que indica tendência de queda nos óbitos decorrentes da doença. São agora 6 semanas seguidas de tendência de queda nesse comparativo.

O país também registrou 28.124 novos diagnósticos de Covid-19 em 24 horas, completando 30.094.388 casos conhecidos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi de 21.188, variação de -34% em relação a duas semanas atrás.

Em seu pior momento, a média móvel superou a marca de 188 mil casos conhecidos diários, no dia 31 de janeiro deste ano. Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Agora RN



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem