A nova pesquisa contratada pelo banco de investimentos BTG Pactual junto ao Instituto FSB confirma a polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o atual presidente Jair Bolsonaro, com pouco espaço para a chamada "terceira via". No principal cenário, Lula (PT) tem 41%, seguido por Jair Bolsonaro (PL), com 32%, Ciro Gomes (PDT) com 9%, João Doria (PSDB) com 3%, André Janones (Avante) com 3%, Simone Tebet (MDB) com 1% e Vera Lúcia (PSTU) com 1%.

A pesquisa também revela que os votos em Lula e Bolsonaro estão consolidados. Os eleitores de ambos têm praticamente certeza do voto e 82%, nos dois casos, dizem que não votarão em outro candidato. É bem diferente do que ocorre, por exemplo, no caso de Ciro Gomes, em que apenas 39% dizem ter certeza do voto. Ou seja, Ciro pode ser prejudicado pelo "voto útil". O mesmo ocorre com Doria, em que apenas 26% têm certeza do voto.

Sobre o segundo turno, também caiu a diferença entre Lula e Bolsonaro. Em março, Lula tinha 54% e Bolsonaro 35%, numa diferença de 19 pontos. Hoje, Lula tem 52% e Bolsonaro 37%, uma diferença de 15 pontos.

Foram entrevistados 2 mil eleitores entre 22 e 24 de abril e o registro da pesquisa no TSE é BR-04676/2022. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Brasil 247



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem