O número de divórcios judiciais ou extrajudiciais no Brasil foi de 329.695 em 2020, queda de 12,3% em relação a 2019, quando registrou 376.056. Os casamentos de 0 a 4 anos de duração foram os que mais registraram divórcios em 2020 –86.766. Já os de 20 anos ou mais vêm em 2º lugar (85.962). Os dados são do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O número de casamentos em 2019 foi de 973.037 e em 2020, 723.963. De um ano para o outro houve uma queda de 25,6%. Já em 2021, o número foi de 890.817, alta de 23% em relação ao ano anterior. Os dados são do Portal da Transparência.

Quanto à idade mais recorrente em que homens e mulheres se divorciam no Brasil, os dados verificaram que em ambos os casos indivíduos de 35 a 39 anos estiveram em 1º lugar em 2020, segundo o IBGE. Foram 109.886 pessoas que se divorciaram nesta faixa etária. Desse total, 55.874 foram mulheres e 54.012, homens. Elas representam uma leve alta de 3,3% em relação a eles.

O número total de divórcios judiciais no Brasil em 2020, considerando chegou a 252.382, de acordo com o IBGE. São Paulo foi o Estado com o maior número, 85.776. Em 2º lugar ficou Minas Gerais, com 32.479.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem