O advogado Natãn Xavier, do escritório contratado pela família de Eliel para acompanhar o caso, pediu a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Mossoró a emissão da Carteira da Ordem como forma de homenagear Eleil Ferreira Cavalcante Júnior, de 25 anos, bacharel em direito morto no dia 9 de abril.

A expectativa é de que a solicitação seja acatada visto que a OAB já concedeu a carteira antes de forma simbólica. Eliel já tinha sido aprovado no exame da Ordem, mas não tinha a carteira que regulamenta a profissão.

Em contato com a equipe de jornalismo da TCM o advogado fez ainda um apelo para que o principal suspeito, Ialamy Gonzaga, se entregue como forma de amenizar a pena.

TCM Notícia



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem