O vigilante de rua Valderi Lúcio de Medeiros, foi condenado a 14 anos e 2 meses de prisão por ter matado o cabeleireiro Leonardo Borges da Silva, o "Leozinho", na época com 22 anos. O crime aconteceu por volta das 02h30, do dia 23 de agosto de 2020, no "Espetinho do Major", no bairro Alto do São Manoel, no município de Mossoró.

Relembre o caso:

Cabeleireiro baleado em espetinho no Alto São Manoel durante a madrugada morre na UPA do bairro

O Corpo de jurados acatou a tese levantada pelo Ministério Público de homicídio duplamente qualificado e votou pela condenação do réu. A sentença lida pelo juiz Vagnos Kelly de Figueiredo, presidente do TJP, ficou assim estabelecida:

12 anos pelo homicídio praticado contra o jovem cabeleireiro, 2 anos por portar arma de fogo ilegalmente e 2 meses por ameaças. De acordo com o MPRN ele teria ameaçado testemunhas do caso.

Fim da Linha




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem