O Ministério de Defesa da Rússia informou que militares russos vão abrir corredores humanitários em Kiev, capital ucraniana, e outras três cidades nesta segunda-feira (7). Essas passagens, que também estarão presentes em Kharkiv, Mariupol e Sumy, têm sido um pedido constante do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

Em comunicado, as forças russas também citam o líder francês Emmanuel Macron e informam que não vão atirar em civis a partir das 10h no horário local (4h no horário de Brasília). A promessa foi feita neste domingo (6), mas há relatos de ataques russos a civis que buscavam deixar a Ucrânia.

Segundo um funcionário da Defesa dos Estados Unidos, a Rússia já disparou mais de 600 mísseis desde o início da invasão e estão cercando grandes cidades ucranianas, como Kiev, Kharkiv e Chernihiv.

Para obter vantagem no combate, a Rùssia está mirando a infraestrutura de comunicação da Ucrânia, disse o Ministério da Defesa do Reino Unido. “A Rússia busca reduzir o acesso a informações confiáveis, e o acesso à internet provavelmente também será interrompido”, informou o órgão.

CNN Brasil



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem