A Rússia está suspendendo temporariamente a saída de investimentos estrangeiros do país, anunciou o primeiro-ministro Mikhail Mishustin nesta terça-feira (01). A medida vem em resposta ao congelamento de capital russo no exterior pelos EUA, UE e seus aliados.

“Esperamos que aqueles que investiram em nosso país possam continuar a fazê-lo no futuro. Tenho certeza de que a pressão das sanções acabará por diminuir, e aqueles que não restringirem seus projetos em nosso país, sucumbindo aos slogans de políticos estrangeiros, vencerão”, disse Mishustin em um briefing diário sobre o desenvolvimento econômico da Rússia.

O primeiro-ministro acrescentou que a comissão de trabalho do governo russo para combater as sanções relacionadas à Ucrânia está mudando para o modo de sede operacional.

“Na atual realidade das sanções, os empresários estrangeiros são obrigados a se guiar não por fatores econômicos, mas por tomar decisões sob pressão política. Para permitir que as empresas tomem decisões informadas, um projeto de Decreto Presidencial foi preparado para introduzir restrições temporárias à saída de ativos russos. Como mostra a prática, é fácil sair do mercado, mas é muito mais difícil retornar a um local já densamente ocupado por concorrentes”,  explicou Mishustin.

A resposta de Moscou segue duras penalidades econômicas impostas à Rússia na semana passada pelos EUA e seus aliados, que se opõem à intervenção militar do país na Ucrânia. As medidas incluem desconectar os maiores bancos russos do sistema de pagamentos SWIFT, congelar ativos russos e reservas governamentais mantidas no exterior, bem como penalidades contra o Banco Central do país.

RT




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem