O corpo da influenciadora digital Ellen Jacqueline precisou ser retirado de seu velório pelo Instituto Médico-Legal (IML), depois de a Polícia Civil receber uma denúncia anônima de que sua morte não teria sido natural. A jovem morreu em um quarto de hotel em Londrina, na segunda-feira (28).

Ellen estava sendo velada na Capela Mortuária do Parque Jamaica.

"Nós fomos acionados para fazer a remoção de um corpo em um local diferente do habitual, que foi um velório. Era para interromper um velório e recolher o corpo", informou a chefe do IML, Cristiane de Souza Batilana.

O delegado Hernandes Alves afirmou que o corpo precisou ser levado para exame de necropsia.

"Quando surge uma dúvida dessa natureza, os investigadores têm que apurar, motivo pelo qual foi requisitado o exame de necropsia. O corpo foi encaminhado ao IML, com todo trâmite, com todo respeito no velório, a família também colaborou", explicou.

De acordo com o IML, não foram encontrados vestígios de morte violenta, mas não foi possível descobrir a causa da morte. Materiais foram coletados e enviados para realização de laudo da perícia.

Ellen tinha 39 anos e deixou dois filhos. Após a análise do IML, o corpo foi liberado e enterrado ainda na segunda.

Yahoo Notícias



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem