Morreu na madrugada de domingo (6) em Natal o ex-governador do Rio Grande do Norte e ex-senador Geraldo Melo, aos 86 anos de idade. Ele lutava contra um câncer desde 2020.

A informação foi confirmada por Geraldo Melo Filho, que informou ainda em uma rede social que o velório acontece a partir das 10h no Morada da Paz, em Emaús, e o sepultamento às 16h.

Geraldo Melo foi governador do Rio Grande do Norte entre os anos de 1987 e 1991 e esteve como senador pelo estado entre 1995 e 2002 - ele tentou a reeleição ainda em em 2003, 2006 e 2018. Entre 1995 e 1997, ele foi vice-presidente do senado.

Atuou ainda como vice-governador, entre 1979 e 1982, na gestão de Lavosier Maia, morto em outubro de 2021.

Em novembro do ano passado, Geraldo Melo também foi eleito para ocupar a cadeira 32 na Academia Norte-riograndense de Letras. Ele é autor do livro "Luzes E Sombras Do Casarão: Alegrias e dores de 'Seu' Tonho do Umbuzeiro".

Geraldo José da Câmara Ferreira de Melo nasceu em 12 de julho de 1935 na cidade de Campo Grande. O ex-governador era casado desde a década de 1960 com a ex-prefeita de Ceará-Mirim Edinólia Melo e teve cinco filhos.

Por conta da morte do ex-governador, o governo do RN decretou luto oficial de três dias. Em nota, o Estado expressou pesar pelo falecimento e disse que a atuação política dele foi de importante destaque para o desenvolvimento do Estado.

"Geraldo Melo, político de discursos memoráveis, representou o RN de forma coerente em suas posições quando eleito senador da república, onde chegou a ocupar a vice-presidência do Senado Federal", disse a nota.

"Ao mesmo tempo em que lamenta o falecimento do ex-governador Geraldo Melo, o Governo do Rio Grande do Norte reconhece a trajetória única dele e estende as homenagens para os familiares", completou.

G1/RN



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem