No domingo (6), diversos bancos russos anunciaram planos de começar a emitir cartões utilizando a empresa de sistema de pagamentos chinesa UnionPay.

No último sábado (5), Visa e Mastercard anunciaram o término do funcionamento de seus cartões na Rússia. Cartões emitidos fora da Rússia não serão mais aceitos em território russo e os emitidos na Rússia não vão mais funcionar fora do país. A Mastercard ressaltou que não planeja demitir seus quase 200 funcionários na Rússia e que pretende retomar as operações no país assim que "for apropriado e se for permitido por lei".

Em resposta, um dos maiores bancos da Rússia, o Sberbank, emitiu um comunicado garantindo que a proibição das empresas não afetará a operação dos cartões dos sistemas de pagamento emitidos pela instituição no país.

Porém, o banco alertou que, de fato, serão bloqueados os pagamentos no exterior e em lojas estrangeiras on-line com cartões russos Visa e Mastercard e por isso recomendou que os russos em outros países utilizem rapidamente seu dinheiro para pagar grandes despesas, como hotéis e passagens.

O término das operações de Visa e Mastercard faz parte das sanções anunciadas pelo Ocidente em resposta à operação militar russa na Ucrânia. Na semana passada, outras grandes empresas também anunciaram que estão saindo da Rússia, como o sistema de pagamento on-line PayPal, o serviço de streaming de vídeo Netflix e a marca de carros de luxo Rolls Royce.

O UnionPay é um sistema de pagamento internacional fundado em 2002, com sede em Xangai, na China e que atualmente funciona em mais de 180 países. O sistema existe no Brasil e é aceito em 70% das lojas e mercados nacionais.

Sputnik



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem