A cidade de Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra o primeiro homicídio do mês de fevereiro e o 15º do ano de 2022. Jardel Nonato da Silva Sobrinho, conhecido como "Macaquinho", morreu no início da noite de quinta-feira, 03 de fevereiro, no Hospital Regional Tarcísio Maia, onde estava internado.

Macaquinho foi baleado três vezes na cabeça e costas, no dia 27 de janeiro passado. Ele estava em casa na Favela do Fio, região do Abolição IV, quando foi surpreendido pelos atiradores desconhecidos, que chegaram e efetuaram os disparos, fugindo em seguida. A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para o HRTM onde ficou internado.

Leia mais:

Homem sofre atentado a bala na Favela do Fio em Mossoró no Rio Grande do Norte

Por volta das 18h de quinta-feira, Macaquinho apresentou uma piora no seu quadro clínico, não resistiu e foi a óbito naquela unidade hospitalar. O corpo dele foi encaminhado ao IML do ITEP onde será examinado e posteriormente será liberado para seus familiares, que registraram o Boletim de Ocorrência (BO), nesta manhã de sexta feira (04) na Delegacia de Plantão.

Segundo informações da polícia, Jardel Nonato da Silva era investigado em uma série de crimes, como roubos e até homicídios. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai instaurar inquérito para investigar a morte de Macaquinho e tentar chegar aos autores do crime.

Fim da Linha




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem