O Ministério da Saúde recebeu no domingo (6.fev.2022) mais um lote de 1,1 milhão de doses do imunizante contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech voltadas para população acima de 12 anos. O carregamento de imunizantes para adolescentes e adultos desembarcou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

No sábado (5.fev), chegaram ao país 1,7 milhão de doses da vacina da Pfizer, também voltada para o público acima de 12 anos. Entre sábado (5.fev) e 3ª feira (8.fev) serão entregues cerca de 5,5 milhões de doses destinadas a adultos e adolescentes.

Além da vacinação pelo 1º ciclo de imunização (1ª e 2ª dose) em adolescentes, a vacina da Pfizer também é utilizada no Brasil para a aplicação do reforço vacinal. Como mostrou o Poder360, o Brasil dobrou a aplicação de doses de reforço em janeiro. Passou de 10 milhões em dezembro para 20,7 milhões. Acelerou pelo 2º mês seguido. E chegou pela 1ª vez ao patamar das 20 milhões de aplicações.

Com o resultado, o país fechou o mês com 22% da população com a 3ª dose. São 10 pontos percentuais a mais que em dezembro.

O Brasil confirmou os primeiros casos da ômicron no final de novembro. Em 20 de dezembro, o Ministério da Saúde reduziu o intervalo entre a 2ª e a 3ª dose de 5 para 4 meses. Dessa forma, ampliou o número de pessoas que poderia receber a proteção.

DOSES PEDIÁTRICAS

Nesta 2ª feira (7.fev) estava prevista para as 3h40 a chegada do voo UC1507, vindo de Amsterdam, trazendo o 5º lote com 1,8 milhão de doses pediátricas da ComiRNAty, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Para o mês de fevereiro cerca de 5,4 milhões de doses pediátricas devem ser entregues ao Brasil, segundo a farmacêutica norte-americana. Cada um dos 3 voos esperados para esse mês deve trazer cerca de 1,8 milhão de doses. Mais entregas estão previstas para chegar no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, nos dias 17 e 24 de fevereiro.

A vacinação de crianças contra a covid-19 no Brasil começou em 14 de janeiro de 2022. As regras diferem daquelas para os maiores de 12 anos. Menores de idade só podem receber a CoronaVac ou o imunizantes da Pfizer, por exemplo.

Com informações da Agência Brasil e Poder 360



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem