Sobre a auditoria operacional produzida pela Diretoria de Administração Direta do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), que detectou pelo menos 68% dos imóveis do estado sem registro em cartório, o Governo do Estado divulgou nota onde esclarece que os dados são referentes ao período de 2015 a 2017.

Confira a nota na íntegra: 

O Governo do Rio Grande do Norte esclarece que a base de dados usada na auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), em que foram detectadas falhas no controle da gestão patrimonial, é referente ao período de 2015 a 2017.

Em três anos de gestão, houve muito avanço. O trabalho de gestão patrimonial é rigoroso e continuo. O Estado tem 2.217 imóveis que foram georreferenciados, elabora plantas e laudos de avaliação por meio de um contrato realizado via Governo Cidadão. O trabalho foi validado por uma comissão constituída por Secretaria de Administração (Sead) e Secretaria de Infraestrutura (SIN). 

Desses, 45% estão em processo para regularização, ou seja, para registro em cartório.





Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem