A Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia) quer que produtos alimentícios possam ser vendidos fora do prazo de validade. Para isso, pretende acabar com este prazo e substituir por uma advertência genérica “melhor consumir antes de…”. A ideia dos empresários é que os consumidores assumam a responsabilidade por consumir os produtos depois do vencimento. Isso seria feito indicando uma data preferencial para o consumo, permitindo que produtos como macarrão, biscoito e chocolate possam ser vendidos nos supermercados depois desse prazo, informa o UOL. Hoje, os comerciantes que vendem alimentos vencidos cometem um crime e podem ser obrigados a pagar multas e indenizações.

A proposta da Abia é que, depois do prazo estabelecido, o consumidor avalie ele próprio as características do alimento como cheiro e aspecto antes de consumi-lo. O novo modelo não seria aplicado a produtos perecíveis em curto prazo, como carnes, por exemplo. Alimentos classificados como não perecíveis, que estariam incluídos na nova regra, são aqueles considerados estáveis, ou seja, que demoram mais para estragar -na verdade, eles não são não perecíveis, apenas demoram mais para apodrecer. 

A ideia precisa ser aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A Abia ainda não apresentou um pedido formal ao governo sobre o assunto, alegando que o assunto "precisa ser amplamente estudado".

O argumento da indústria é de que esse tipo de medida evitaria desperdício. Mas, segundo especialistas, o consumidor não necessariamente estará apto a identificar quando um alimento não está mais adequado para o consumo, o que pode trazer riscos.

Brasil 247



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem