Banner 1

 


O presidente Jair Bolsonaro entregou nesta 2ª feira (9.ago.2021) ao presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), a MP (Medida Provisória) do novo Bolsa Família e a PEC (proposta de emenda à Constituição) para parcelar uma parte dos precatórios devidos pela União.

O chefe do Executivo foi a pé do Palácio do Planalto para o Congresso Nacional. Estava ao lado dos ministros Ciro Nogueira (Casa Civil), Flávia Arruda (Secretaria de Governo), João Roma (Cidadania), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria Geral) e Augusto Heleno (GSI).

Na caminhada de ida para a Câmara, Bolsonaro afirmou a jornalistas que o Auxílio Brasil — será renomeado o Bolsa Família — deve ter reajuste de no mínimo 50%: “Um pouquinho mais”.

Sobre a PEC dos precatórios, o ministro Paulo Guedes disse: “A PEC dos precatórios dá previsibilidade aos gastos, agora a gente tem que cumprir dentro da nossa capacidade”.

E completou: “Visa à previsibilidade dos gastos e a permitir as políticas sociais que o senhor quer fazer. E resolve também o Bolsa Família”.

Poder 360


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem