Banner 1

 

Um homem de 36 anos não vacinado contra a Covid morreu na manhã de segunda-feira (27) no Hospital Regional Mariano Coelho, em Currais Novos, no interior do Rio Grande do Norte, por complicações da doença.

Ele estava internado na ala Covid do hospital, após ter sido infectado pelo coronavírus, o que foi comprovado através do teste RT-PCR (ou swab).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Currais Novos, o paciente não tinha nenhuma comorbidade e não tinha registro de vacina contra a Covid. A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) também confirmou que não consta registro de imunização na plataforma RN+ Vacina.

A equipe da Vigilância em Saúde de Currais Novos informou, em nota, que desde o dia 26 de julho "tínhamos vacina disponível para a faixa etária do nosso munícipe que veio a óbito na manhã de hoje [segunda-feira]".

Naquela data, foi aberta a aplicação da primeira dose para pessoas a partir de 36 anos.

A secretaria de Saúde de Currais Novos reforçou também que "é muito importante que quem está na faixa etária e nos grupos prioritários já contemplados, que compareça aos pontos de vacinação para tomar a primeira, a segunda ou a terceira dose, que é a dose de reforço, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde".

"A vacinação é a forma mais eficaz de frear a contaminação e o surgimento de novas variantes do coronavírus. Apenas a imunização em massa protege todas as pessoas e diminui o risco de contágio. Optar pela imunização completa contra o coronavírus é proteger não apenas a si próprio, mas também toda a sociedade".

De acordo com a Secretaria Municipal de Currais Novos, mais 11 novos casos de Covid foram registrados na cidade nos últimos três dias. A morte do homem não vacinado foi o 116° óbito na cidade desde o início da pandemia.

A prefeitura da cidade lamentou a perda e externou condolências à família da vítima. A Secretaria de Saúde pediu que a população siga com a precaução contra o vírus.

"Que continuemos alertas com todos os cuidados já conhecidos como o uso de máscara e a higiene pessoal, evitando se possível, locais com aglomeração".

G1/RN



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem