Banner 1

 


A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) elucidou nesta sexta feira 19 de novembro de 2021, o homicídio ocorrido no dia 20 de outubro passado, ao lado do Tiro de Guerra, no Centro de Mossoró.  A vítima foi o entregador Marcos César Amâncio, 45 anos, morto a tiros quando estava em sua moto, parado no semáforo da Rua Melo Franco com a Dr. João Marcelino.

Clique AQUI e relembre o caso

De acordo com o delegado Rafael Arraes, o autor dos disparos que mataram o entregador, foi Robson Dauzacker Noberto da Costa Junior, de 37 anos, vendedor de gás, preso por força de mandado judicial, na quinta feira (18).

Ao ser preso o acusado resolveu confessar o crime, diante das evidências apresentadas a ele pela investigação da DHPP. Imagens de câmeras de monitoramento de um posto de Combustíveis, onde o mesmo abasteceu a moto e tirou o boné, após o crime.

Segundo o delegado Arraes, que falou a imprensa nesta manhã de sexta feira (19), a motivação do crime se deu por causa de ciúmes. A investigação apurou que a vítima, Marcos Cezar, tinha um romance com uma mulher há cerca de 15 anos e que de cinco anos para cá, ele vinha assediando a filha de sua companheira, de 22 anos, e que era namorada do acusado do crime, Robson Júnior.

A namorada dele teria flagrando Marcos Cezar filmando ela tomando banho no banheiro da casa e a partir de então começaram as desavenças na família. A jovem ameaçava denunciar o namorado da mãe e contou o fato a seu namorado, que resolveu matar Marcos Cézar.

Com a conclusão do inquérito em menos de 30 dias, e com autoria definida, o delegado Rafael Arraes, solicitou a prisão preventiva do acusado e diante das provas contidas no inquérito, a justiça expediu o mandado, que foi cumprido na quinta feira (18). O réu confesso foi encaminhado ao sistema prisional onde ficará a disposição da justiça.

Fim da Linha



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem