Banner 1

 


O Ministério da Educação decretou a suspensão, em portaria publicada na última quarta-feira (3), de novos contratos do Fies e do ProUni com 10 instituições de ensino que pertenciam, até o ano passado, à Laureate Brasil. Hoje, elas são operadas pela Ânima Educação. A informação foi revelada pelo colunista Lauro Jardim, do O Globo.

Segundo Lauro Jardim, as unidades são alvo de um processo de supervisão da pasta após denúncias de irregularidades encampadas pelo MPF, que entrou com uma ação civil pública, no ano passado, para obrigar o MEC a fiscalizá-las.

A medida vale para os estabelecimentos Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e Universidade Anhembi Morumbi (UAM), localizados em São Paulo, além do Centro Universitário IBMR, no Rio de Janeiro, e a Universidade Salvador (Unifacs). As restrições também abrangem o Centro Universitário Unifiam, o Centro Universitário dos Guararapes (Unifg), a Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Fadergs), o Centro Universitário Ritter dos Reis (Uniritter), a Faculdade Internacional da Paraíba e a Universidade Potiguar (UNP).

A portaria também determina que as instituições de ensino não poderão fechar novas parcerias para a oferta de bolsas em outros programas federais por até um ano ou enquanto durar investigação do ministério. Também ficam suspensos os processos para regular cursos de educação à distância no MEC.

Com informações de Lauro Jardim – O Globo e Estadão Conteúdo



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem