Banner 1

Fátima Bezerra (PT), de 66 anos, havia tomado a segunda dose no dia 19 de maio. Ela se vacinou na UBS Candelária, na Zona Sul de Natal.


A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), recebeu na tarde desta terça-feira (23) a dose de reforço contra a Covid (veja o vídeo acima).

A chefe do Poder Executivo foi até a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Candelária, na Zona Sul de Natal, para receber o imunizante da Pfizer - o único utilizado no Brasil na dose de reforço.

Em Natal, a vacina é aplicada em pessoas acima de 60 anos e profissionais de saúde que completaram cinco meses do recebimento da segunda dose. Além disso, podem receber pessoas imunossuprimidas após 28 dias da segunda dose.

Aos 66 anos de idade, a governadora tomou a segunda dose da vacina no dia 19 de maio - o imunizante era a CoronaVac. Ela tomou a primeira dose em 5 de abril. Houve atraso no intervalo porque na época o imunizante ficou em falta no estado.

"Felicidade de estar tomando a terceira dose, completando o meu esquema vacinal. E dando o exemplo. Está comprovado. Não há nenhuma dúvida ou questionamento quanto a eficácia das vacinas. Ela que está salvando vidas", disse Fátima Bezerra após ser vacinada.


Fátima Bezerra (PT) foi vacinada com a dose de reforço contra Covid — Foto: Reprodução


"Isso é tão verdadeiro que infelizmente as mortes que ainda acontecem por Covid no Rio Grande do Norte são resultantes daquelas pessoas que não tomaram a vacina ou não completaram seu esquema vacinal".


Vacinação no RN

De acordo com o RN+ Vacina, que monitora a imunização no estado, o Rio Grande do Norte tem 272 mil pessoas com a segunda dose da vacina contra a Covid em atraso. No início de novembro, esse número era de 200 mil.

O estado tem 65% da população a partir de 12 anos completamente vacinada e 82% das pessoas com pelo menos uma das doses.

O avanço da vacinação é tido por especialistas e autoridades como o principal fator da redução do número de óbitos e internações no estado e todas elas estão autorizadas pela Anvisa, órgão regulador nacional.

Segundo a governadora, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) "nos próximos dias estará intensificando as ações no que diz respeito à questão da busca ativa nos municípios, nos que estão com mais doses de D2 atrasadas". 


*G1

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem