Banner 1

 

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), usou as redes sociais para comentar a morte de um idoso, que relatou que teve atendimento médico negado no Hospital Walfredo Gurgel antes de sofrer uma parada cardíaca. A chefe do Executivo estadual disse que a situação é “inadmissível” e determinou uma apuração rigorosa sobre o caso.

“Primeiro quero me solidarizar com os familiares de José William pelo trágico ocorrido que culminou com a sua morte. Isso é inadmissível, ainda mais para nós que trabalhamos diuturnamente por um SUS humanizado, universal e acessível. Quero dizer a vocês que já conversei com o vice-governador, Antenor Roberto, com o secretário de Saúde, Cipriano Maia e equipe Sesap. Determinei que se dê início com toda a brevidade uma apuração rigorosa sobre o ocorrido. A apuração, repito, será feita com todo o rigor e as medidas cabíveis serão tomadas”, escreveu a governadora no Twitter.

José William morreu após buscar atendimento no Hospital Walfredo Gurgel na última sexta-feira (5), segundo desabafo publicado por familiares nas redes sociais. Ele relatou que sentiu um incômodo na região do peito e gravou um vídeo, afirmando que não conseguiu ser atendido na unidade hospitalar. O idoso morreu pouco depois, vítima de uma parada cardíaca. Ele foi intubado no Hospital dos Pescadores, mas não resistiu.

O vídeo causou comoção. “Outras famílias não devem passar por isso também. Eles [o hospital] poderiam ter prestado os primeiros atendimentos e estabilizar antes de regulá-lo para outro serviço”, disse Williana, filha do idoso.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) emitiu posicionamento sobre o caso e afirmou que abrirá sindicância. “A Sesap esclarece que, em relação ao usuário que buscou, na última sexta-feira (5), atendimento no Hospital Walfredo Gurgel (HWG), foi aberta uma sindicância para que se faça uma apuração aprofundada dos fatos, a fim de que sejam tomadas as providências cabíveis”, diz a nota.

Agora RN



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem