Banner 1

 

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações do governo de Jair Bolsonaro, Marcos Pontes, criticou no domingo o corte de verbas para a ciência feitas contra sua pasta, que perderá 92% do valor destinado à pesquisas nos mais diversos campos. No Twitter, o ministro-astronauta indicou que não sabia dos cortes, e que tais reduções seriam uma "falta de consideração".

A redução foi chancelada pelo Congresso Nacional na última quinta-feira (7), atendendo a um pedido de reorganização orçamentária do Ministério da Economia. Marcos Pontes, em sua reclamação, não citou nomes, mas disse ser necessária a correção, com o auxílio da comunidade científica e do setor produtivo.

O corte de 92% da verba da ciência foi lamentado por setores que dependem diretamente do investimento, como os institutos de ensino, que enviaram mensagens ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), sobre o tema. Na sexta-feira, ao participar da abertura da 1ª "Feira do Nióbio" em Campinas, Bolsonaro foi vaiado por manifestantes.

Congresso em Foco



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem