Banner 1

O número de brasileiros que avalia a gestão do presidente Jair Bolsonaro como ruim ou péssima é de 53%, segundo dados da mais recente pesquisa EXAME/IDEIA. Quem acha o trabalho do presidente ótimo ou bom são 23%, e regular, 21%. O recorde de desaprovação foi registrado em julho, quando 57% avaliaram o governo negativamente.

A pesquisa EXAME/IDEIA ouviu 1.295 pessoas entre os dias 18 a 21 de outubro. As entrevistas foram feitas por telefone, com ligações tanto para fixos residenciais quanto para celulares. A sondagem é um projeto que une EXAME e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Clique AQUI para ler o relatório completo.

Para Maurício Moura, fundador do IDEIA, este patamar é muito perigoso para um potencial candidato à reeleição. A um ano do primeiro turno das eleições, a conversão de avaliação negativa em positiva tende a ser muito mais difícil. Na série histórica, a parcela da população que o avalia como regular - mais propensa a mudar de opinião - vem caindo desde o começo do ano.

“Aprovação de Jair Bolsonaro, apesar de bastante resiliente na casa de 25%, no histórico é bastante inferior aos pares dele que conseguiram a reeleição no Brasil pós-redemocratização, como Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Bolsonaro tem duas variáveis bastante preocupantes para uma possível reeleição: forte rejeição refletida no avaliação ruim, e baixa aprovação”, explica Moura.

Exame


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem