Banner 1

 

O deputado estadual do PSL Frederico D’Ávila proferiu ataques na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) contra o Papa Francisco e o arcebispo de Aparecida do Norte, Orlando Brandes, referindo-se aos dois como “vagabundos” e “safados”.  Em discurso feito na última quinta-feira (14), D’Ávila criticou o pronunciamento feito pelo arcebispo no dia 12, em que ele defendeu um Brasil sem ódio e sem armas, condenando a política de armamento do governo Bolsonaro, do qual o deputado estadual é apoiador.

“Pátria armada é a pátria que não se submete a essa gentalha, seu safado. (…) Você se esconde atrás da sua batina para fazer proselitismo político, para converter as pessoas de bem para sua ideologia. A última coisa que vocês tomam conta é da alma e da espiritualidade das pessoas, seu vagabundo”, vociferou o deputado bolsonarista na tribuna da Assembleia. Ele também se referiu de maneira genérica a sacerdotes católicos como “pedófilos”. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) também foi alvo de seus ataques: “A CNBB é um câncer que precisa ser extirpado do Brasil”. “Canalhas, canalhas, canalhas!”

Confira a seguir o vídeo do pronunciamento do deputado:


Reação

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) publicou uma carta aberta à Assembleia Legislativa de São Paulo na qual pede punição ao deputado bolsonarista Frederico d’Avila (PSL), que ofendeu os religiosos. 

A entidade afirma que também vai levar o assunto à Justiça, por meio de uma interpelação, para que o deputado preste esclarecimentos sobre as ofensas e acusações.

Congresso em Foco e Folha de São Paulo


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem