Banner 1

 

Na quarta-feira (6) um comerciante de Mossoró foi conduzido pela Guarda Civil Municipal para a Delegacia Especializada em Furtos e Roubos, para prestar depoimento sobre 30 cadeiras que haviam sido furtadas da Praça de Convivência de Mossoró.

Os itens foram encontrados em uma loja de móveis novos e usados de propriedade de Fernando Antônio Garcia de Oliveira, localizada no bairro Paredões, em Mossoró. A GCM chegou ao local após receber a denúncia sobre um anúncio de venda das cadeiras em um grupo de compras online da cidade.

O próprio comerciante conseguiu um transporte para levar as cadeiras até a Defur. Na delegacia, ele foi ouvido e alegou que não sabia que as cadeiras pertenciam à prefeitura de Mossoró e que haviam sido furtadas.

Disse que foi informado que se tratava de produto de furto pelos próprios GCMs que o conduziram até a delegacia.

Informou, ainda, que no dia 1º de outubro, recebeu uma ligação de uma pessoa identificada apenas como Renato, que é casado com uma sobrinha dele e que possui um comércio na Praça de Convivência, pedindo que ele fosse pegar as cadeiras para que estas fossem vendidas em sua loja. Assim o fez.

Contou que chegou a receber propostas pelas cadeiras, tendo uma delas, inclusive, sido feita quando ele já estava a caminho da delegacia, mas ele afirmou que já havia vendido todas. Reforçou que não sabia que as cadeiras eram furtadas.

Fernando foi autuado por receptação de produto roubado, que pode levar a uma pena de reclusão de um a quatro anos e multa. Após ouvido, ele foi encaminhado para a Cadeia Pública, onde ficará à disposição da justiça.

Mossoró Hoje



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem