Banner 1

 

A Companhia A Máscara de Teatro terá estreia nacional do espetáculo “Desassossego” , nesta quinta-feira (28). A partir das 20h, no canal da Máscara de Teatro no YouTube (https://www.youtube.com/c/AMascaradeTeatro01). O espetáculo audiovisual aborda o universo da reflexão do que lhe incomoda, tira do sério, perde o norte e as estribeiras. Toda inquietude vivenciada pelas pessoas na pandemia compõe o enredo de “Desassossego”.

Uma proposta inédita para o currículo da companhia, iniciada a partir da pesquisa de construção do saber piagetiano “baseado no equilíbrio e desequilíbrio e na evolução do sujeito de um conhecimento menor para o maior, e desemboca no livro dos Desassossegos de Fernando Pessoa, um título fragmentário, sempre em estudo por parte dos críticos pessoanos, havendo interpretações diferentes sobre o modo de organizar o livro. Quer desassossego maior?”, destaca a professora e atriz Luciana Duarte.

A montagem do espetáculo buscou no incômodo silêncio das portas fechadas, nas pessoas trancadas em casa, e no temor da contaminação pelo vírus, a efervescência necessária para ser materializada em uma peça de audiovisual, “nos suspiros animadores que encontramos com a queda dos índices de contaminação e com o avanço da vacinação do elenco e equipe de montagem, avançamos nas gravações” explicou o ator Jeyzon Leonardo.

O ator também aponta que grande parte do trabalho acontecia de maneira remota via plataformas de videoconferência entre o elenco e o diretor Marcelo Flecha, que embora estivesse em São Luís –MA, coordenava os trabalhos com a mesma maestria de sua presença física.

Para Marcelo Flecha, “Desassossegos” é “uma obra que apresenta as possibilidades, competências e qualidades que o coletivo tem para entregar arte nas condições impostas pela pandemia”.

Segundo o diretor, o trabalho não está encerrado, o que será apresentado é o que o diretor chama de abertura de processo, e o espetáculo presencial é um projeto urgente para uma obra que tem a valentia “em evitar o atrito entre teatro e audiovisual, e se entregou às necessidades demandadas pela peça, sem buscar a roçadura incômoda do enquadramento, se teatro remoto, se audiovisual, se teatro gravado, se processo. Cada um de nós deve sentir a certeza da qualidade entregue, e a profunda satisfação de ter realizado um trabalho honesto, digno, e muito, muito potente”, afirma Marcelo Flecha.

A estreia nacional de Desassossego acontecerá nesta quinta-feira (28), às 20h, no canal da Máscara de Teatro no YouTube. Após a exibição, o diretor e elenco aguardam o público para um bate-papo on-line e aberto a todos os espectadores interessados em discutir o trabalho em uma videoconferência pela plataforma Google Meet, o link será disponibilizado na descrição do vídeo.

O projeto está sendo executado com recursos do Prêmio Fomento de Incentivo à Cultura Maurício de Oliveira 2019, da Prefeitura de Mossoró, via Secretaria Municipal de Cultura e no edital de Fomento à Cultura Potiguar 2019.

SINOPSE

"Desassossegos" é a abertura de processo do novo espetáculo da Cia A Máscara de Teatro. Na peça de autoficção, a atriz Luciana Duarte e o ator Jeyzon Leonardo buscam penetrar no âmago das suas angústias, sem filtros estéticos nem cosméticas psíquicas. É o desabafo dos seus desassossegos, e pulsa mais como um manifesto exigindo que deixem o artista respirar.

FICHA TÉCNICA

Direção: Marcelo Flecha

Produção Executiva: Luciana Duarte

Dramaturgia: Marcelo Flecha, Luciana Duarte e Jeyzon Leonardo

Elenco: Luciana Duarte, Jeyzon Leonardo, Marcelo Flecha e Andreilson de Castro

Captação de Imagens: Andreilson de Castro (Marcelo Flecha – Leitura da justificativa)

Edição de Vídeo e Áudio: Andreilson de Castro

Designer Gráfico: Jeyzon Leonardo

Realização: Cia A Máscara de Teatro

A MÁSCARA DE TEATRO

A Cia. A Máscara de Teatro existe desde 1999 e conta com uma trajetória cheia de experiências e aventuras teatrais vividas não só em Mossoró, mas também, em todo o país. Com uma lista de grandes espetáculos, a Viagem de um barquinho (2004), Medeia (2005), Deus Danado (2007), Viagem os Campos de Alfenim (2014), Dois (2015) e A Farsa (2018) e Percursus (2021).



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem