Banner 1

 


A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) concluiu, na terça-feira (31/08), o inquérito policial referente ao crime de homicídio que vitimou Luan Carlos Melo Barreto, de 23 anos, ocorrido no dia 01 de julho, em Mossoró. A investigação resultou no indiciamento de um policial militar.

Segundo as investigações, a ação aconteceu quando policiais militares realizavam busca para capturar suspeitos de assaltos na região dos bairros Abolição e Santo Antônio. Na ocasião, a vítima estava em uma motocicleta, trafegando em alta velocidade, quando foi confundida com um dos suspeitos dos roubos.

Na tentativa de fazê-lo parar, um dos policiais efetuou disparo contra a vítima, que foi atingida na região da cabeça. Apesar de ter sido socorrido para o hospital, Luan Carlos não resistiu ao ferimento.

De acordo com a Polícia Civil, para esclarecimento dos fatos e das circunstâncias envolvidas, foram considerados os vestígios coletados no local e imagens do momento da abordagem, analisados em conjunto com os exames periciais, levando à identificação da arma utilizada e de quem disparou, atingindo a vítima.

INQUÉRITO POLICIAL MILITAR

Também na terça-feira (31) foi concluído o inquérito que corre na Polícia Militar, pelo qual respondem os três PMs que participaram direta ou indiretamente da ação, no dia do crime.

Segundo informou o Capitão Luiz Almeida, responsável pela investigação no âmbito militar, o inquérito foi concluído dentro do prazo cabível e será remetido ainda hoje para a justiça.

Os envolvidos seguem afastados das ruas, realizando trabalhos administrativos. Caberá agora a justiça militar decidir o destino dos envolvido dentro da corporação;

O comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-Coronel Carlos Souza, explicou que o inquérito é sigiloso, por isso não serão divulgados detalhes, cabendo ao Ministério Público a publicização, ou não, desses resultados.

Mossoró Hoje



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem