Banner 1

 

O vereador Zé Peixeiro (Progressistas) confirmou a sua saída da base de apoio político ao prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade). Ele emitiu nota nesta quarta-feira, 22, comunicando que passa a assumir postura de independência.

A saída de Zé Peixeiro é consequência da falta de entendimento com o Palácio da Resistência no que diz respeito a espaços na máquina pública. Comenta-se, nos bastidores da Câmara, que o prefeito Allyson não cumpriu compromisso assumido quando atraiu o vereador para a sua base de sustentação.

A questão, porém, pode ser eleitoral. Segundo o vereador Zé Peixeiro, o prefeito Allyson Bezerra (PP) quer o seu apoio ao candidato a ser lançado pelo chefe do Executivo nas eleições do ano que vem, e não que ele seja o candidato.

Na verdade, o anúncio não foi feito pelo próprio vereador. Foi o líder governista, Genilson Alves (PROS), que anunciou que Zé Peixeiro não compõe mais a bancada.

O parlamentar Zé Peixeiro disse que a situação nos bastidores vem acontecendo também com outros vereadores, que podem deixar a bancada governista, embora não tenha citado nomes.

Genilson Alves nega, e diz que a situação é inversa.

Zé Peixeiro foi eleito no palanque da candidata Rosalba Ciarlini (Progressistas), mas se transferiu para o grupo de Allyson antes mesmo da posse em 1º de janeiro de 2021.

O acordo firmado entre ele e o prefeito passou pela eleição da mesa diretora da Câmara Municipal. Zé Peixeiro votou no candidato de Allyson a presidente, vereador Lawrence Amorim (Solidariedade).

Antes de Zé Peixeiro, a bancada governista havia perdido o vereador Didi de Arnor (Republicanos), que também foi reeleito no palanque de Rosalba. Quando deixou o Palácio da Resistência, Didi de Arnor afirmou que o prefeito não cumpriu os compromissos assumidos com ele.

Para suprir a baixa em sua bancada na Câmara, Allyson Bezerra atraiu para o governo o vereador Lucas das Malhas (MDB), outro que apoiou Rosalba nas eleições de 2020.

Dessa forma, a bancada governista permanece com 17 vereadores contra apenas três da oposição que são Francisco Carlos (Progressistas), Marleide Cunha (PT) e Larissa Rosado (PSDB), enquanto outros três vereadores afirmam que são independentes: Didi de Arnor, Zé Peixeiro e Pablo Aires (PSB).

Leia a nota de Zé Peixeiro:

“Comunico à população de Mossoró que adotarei, de agora em diante, postura de independência na Câmara Municipal.

Deixo a orientação da bancada governista e guiarei meus posicionamentos, com autonomia e conforme o interesse público.

Na Câmara, terá meu apoio tudo o que for melhor para o povo, independentemente de ser iniciativa do governo ou da oposição.

Não pedi apoio para ser candidato a deputado estadual em 2022. Meu nome é que foi lembrado, espontaneamente, em recente pesquisa.

Enquanto analiso decisão sobre candidatura, continuarei a defender os mais carentes, com o lema de sempre: “O povo chamou, Zé Peixeiro chegou”.

Vereador Zé Peixeiro (PP),”


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem